28.11.2019  Sem categoria

O Dia da Gratidão

Existem vários feriados na cultura americana que, por não serem normalmente comemorados no Brasil, acabamos tendo conhecimento apenas através de filmes, seriados, desenhos, e outras formas de mídia. Algumas dessas datas já começam a repercutir por aqui, como é o caso do Halloween (que já foi tema aqui no nosso blog). Existe uma celebração, porém, que por ter apelo aparentemente menos universal e mais específico sobre a formação daquele país, dificilmente será adotada em nosso país: O Thanksgiving, comumente referido em português como Dia de Ação de Graças.

Lembro-me de ver os episódios temáticos de séries e desenhos animados na minha infância e ficar um tanto quanto fascinado com aquela comemoração familiar, sempre com mesa farta e um enorme peru assado ao centro. Havia uma vaga referência a uma refeição compartilhada entre peregrinos, os primeiros imigrantes vindos do Velho Mundo, e índios, numa comunhão de povos para celebrar a paz e tolerância.

Uma rápida pesquisa mostra que o Thanksgiving americano foi adaptado das celebrações de agradecimento por boas colheitas que se davam desde tempos imemoriais. O episódio da refeição entre europeus e nativos teria se dado em 1621, porém a documentação a respeito é vaga e escassa. Muito melhor documentada foi a chegada de 38 colonos ingleses à Virgínia, em 1619, com um decreto que dizia que o dia de sua chegada se tornaria um feriado comemorado anualmente como forma de agradecimento a Deus. Não é difícil compreender porque a união entre dois povos tão distintos tenha capturado o imaginário popular de forma muito mais forte que um decreto real.

Quando passei três anos vivendo num alojamento estudantil nos Estados Unidos, entre 2013 e 2016, tive a oportunidade de vivenciar uma comemoração de Thanksgiving. O feriado começou de maneira um tanto melancólica, já que, como se trata de uma celebração com forte cunho familiar, a grande maioria dos meus colegas de curso havia viajado ao lar. Restavam apenas os alunos estrangeiros. Éramos dos mais variados países. Brasil, México, Coreia do Sul, Israel, Inglaterra, Hungria. Nenhum de nós havia celebrado o Thanksgiving antes, então decidimos que cada um tentaria trazer um prato típico de seu país. Minha contribuição foi uma singela goiabada que milagrosamente encontrei numa Walgreens próxima à escola onde eu estudava.

A comemoração improvisada, porém divertidíssima, me fez perceber que independentemente da origem ou motivação por trás de uma celebração, você pode conferir o seu próprio significado. O Thanksgiving é um dia para agradecer por qualquer coisa que há de bom em sua vida. Naquele momento, agradeci por estar na presença enriquecedora de amigos das mais diversas culturas.

A Talken proporciona a seus alunos a oportunidade de aprender com professores que, como eu, tiveram experiência no exterior e retornaram com uma inestimável bagagem cultural. Temos professores com vivência nos Estados Unidos, Inglaterra, Austrália, Nova Zelândia, Canadá, entre outros. Mais do que aprender a língua inglesa, o aluno tem a oportunidade de entrar em contato mais aprofundado com a cultura anglófona, facilitando assim futuras experiências no exterior.

E você, o que tem a agradecer? Happy Thanksgiving!

Teacher Ivan Marcondes

PS: de forma muito brasileira, nós adaptamos uma parte do feriado à nossa cultura: a Black Friday. Aproveite as ofertas, mas cuidado com as fraudes!

ASSINE NOSSO NEWSLETTER